RSS
Blog
As pessoas por trás do portal de aprendizagem: Dr. Markus Wirtz - gerentes de materiais de aprendizagem

As pessoas por trás do portal de aprendizagem: Dr. Markus Wirtz - gerentes de materiais de aprendizagem

8 de setembro de 2021 - por Andrew Oram

Linux Professional Institute (LPI) lançou o Portal de Aprendizagem em junho de 2019. O Portal de aprendizagem é o repositório de todos os materiais de aprendizagem para nossos exames. Todo o projeto é gerenciado pelo Dr. Markus Wirtz, Gerente de Materiais de Aprendizagem do LPI. Nós o projetamos como um empreendimento internacional - aprender é mais fácil em sua língua materna! - portanto, precisávamos de uma equipe de autores, editores e tradutores para projetar, escrever e localizar o corpo das aulas.

Esta série de entrevistas é uma jornada para conhecer melhor as Pessoas por trás do Portal: os profissionais entusiastas do Linux e do Código Aberto que estão tornando o Portal de Aprendizagem possível.

Ao ler esta série de entrevistas, você saberá mais sobre o trabalho dos colaboradores, as peculiaridades da tradução de material educacional de TI e os desafios que os colaboradores enfrentam para restaurar o que poderia ser perdido na tradução. E sobre por que trabalhar no Portal de aprendizagem é muito legal e nerd. 

E se tudo isso parece interessante e você deseja se juntar a nós, ficaríamos felizes em receber seus comentários em learning@lpi.org.

Esta é a entrevista com Markus Wirtz. Saiba mais sobre o Portal de Aprendizagem e sobre ele aqui!

A ideia de fazer traduções foi planejada desde o início, quando você decidiu escrever os Materiais de Aprendizagem? A mesma equipe está traduzindo materiais de aprendizagem e exames? Como eles trabalham juntos?

Com nossos Materiais de Aprendizagem em learning.lpi.org, queremos tornar a preparação para os exames LPI o mais fácil possível. Além do conceito didático claro que funciona tanto em sala de aula quanto no autodidatismo, isso também inclui evitar as barreiras do idioma - e aqui a tradução para o maior número possível de idiomas é crucial. Assim, publicamos os primeiros materiais de aprendizagem para “Linux Essentials” 2019 em inglês e alemão ao mesmo tempo. Existem agora 9 idiomas, e aumentando. Então, sim, as traduções têm sido uma parte importante do conceito desde o início.

Em termos de tradução de Materiais de Aprendizagem e exames, na verdade, existem requisitos e processos muito diferentes por trás disso. O desenvolvimento, bem como a tradução do conjunto de questões do exame, é de longe a tarefa mais importante na área de desenvolvimento de produto. O que é criado aqui deve atender aos altos padrões pelos quais as certificações LPI têm se firmado em todo o mundo por duas décadas. Avaliação, padronização, mas também confidencialidade, por exemplo, são aspectos que devem ser considerados aqui em todas as etapas do processo. A tradução dos Materiais de Aprendizagem, por outro lado, é muito menos crítica: aqui, um erro pode ser corrigido em questão de minutos - isso não é tão fácil com questões de exames, que são entregues em todo o mundo e são cruciais para os candidatos e seu exame resultados.

No entanto, ambas as áreas estão intimamente relacionadas e, portanto, ambas pertencem ao desenvolvimento de produtos do LPI. Para dar um exemplo concreto, os termos técnicos devem sempre ser traduzidos da mesma maneira dentro de um idioma - tanto nas questões do exame quanto nos Materiais de Aprendizagem. Tradutores atentos, mas também software apropriado (palavra-chave: memória de tradução) nos ajudam nisso.

A equipe regional (Europa, Ásia Oriental, etc.) está coordenando as traduções, recrutando pessoas, etc.?

LPI é uma rede mundial de especialistas - isso se aplica à pequena equipe de funcionários, aos numerosos parceiros, por exemplo, no setor de treinamento, bem como aos muitos voluntários. É claro que os projetos de tradução também se beneficiam disso, na medida em que alguém sempre conhece alguém que está qualificado para uma tarefa específica. Isso é maravilhoso! Mas a coordenação e organização reais de todos os Materiais de Aprendizagem são feitas no departamento de Desenvolvimento de Produto. Certa vez, um autor descreveu nossa tarefa com bastante propriedade como "pastorear gatos": Desde a busca de tradutores até os contratos necessários e a familiarização com nossos processos técnicos bem definidos até a apresentação de nossos apoiadores em learning.lpi.org, tudo passa por nós. Com cerca de 50 projetos atualmente nos quais os autores, revisores e tradutores estão trabalhando, há muito o que fazer em termos de coordenação e comunicação.

Os tradutores encontram erros no texto em inglês que os revisores técnicos não conseguiram encontrar? Isso geralmente acontecia quando eu trabalhava na O'Reilly.

Sim, isso acontece, é claro. Assim como os numerosos leitores que usam nossos Materiais de Aprendizagem, os tradutores também encontram erros de vez em quando. Mas isso não é surpreendente, porque os tradutores são certamente os trabalhadores de texto que têm que lidar com cada palavra com mais cuidado. Felizmente, esses erros raramente são técnicos, mas sim imprecisões que podem levar a mal-entendidos.

Além de ajudar as pessoas a aprender habilidades e passar nos exames, as traduções ajudaram a reputação do LPI e proporcionaram benefícios menos tangíveis?

Uma vez que esses benefícios não são tangíveis, eles também são difíceis de descrever em termos concretos;). Mas, sim, estou firmemente convencido disso! O fato de fornecermos Materiais de Aprendizagem gratuitos como uma organização sem fins lucrativos ressalta nossa real preocupação: “promover o uso do código aberto apoiando as pessoas que trabalham com ele”. Isso só pode ser uma coisa boa. :) Além disso, os Materiais de Aprendizagem possibilitam uma série de novas formas de colaboração: Para nossos parceiros em todo o mundo, as traduções para seus respectivos idiomas são, obviamente, muito bem-vindas e, muitas vezes, um incentivo para nos apoiar.

Os projetos de tradução também são interessantes para os muitos ajudantes da comunidade: não apenas para lidar intensamente com o conteúdo, mas também como uma oportunidade para se relacionar ainda mais com especialistas em todo o mundo ou para documentar seu próprio compromisso.

Estamos felizes em dar a eles a oportunidade - então, qualquer pessoa interessada em ajudar pode entrar em contato conosco, de preferência por e-mail no learning@lpi.org.     
 

 

Sobre Andrew Oram:

Andrew Oram

Andy é escritor e editor na área de informática. Seus projetos editoriais na O'Reilly Media variavam de um guia legal cobrindo propriedade intelectual a uma história em quadrinhos sobre hackers adolescentes. Andy também escreve frequentemente sobre TI de saúde, em questões políticas relacionadas à Internet e nas tendências que afetam a inovação técnica e seus efeitos na sociedade. Publicações impressas onde seu trabalho apareceu incluem The Economist, Communications of the ACM, Copyright World, o Journal of Information Technology & Politics, Vanguardia Dossier e Internet Law and Business. Conferências onde apresentou palestras incluem O'Reilly's Open Source Convention, FISL (Brasil), FOSDEM (Bruxelas), DebConf e LibrePlanet. Andy participa da organização de políticas da Association for Computing Machinery, USTPC.